BIG News
Home / Projetos e Construção / Legislação e Normas / CBIC lança guia orientativo sobre a Norma de Desempenho

CBIC lança guia orientativo sobre a Norma de Desempenho

Publicação traz definições sobre o tema “desempenho” de forma simplificada, com o objetivo de facilitar o entendimento da NBR 15.575.

A Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) lança no próximo dia 10 de abril, em Brasília, um Guia Orientativo para atendimento à Norma de Desempenho. O principal objetivo da publicação é facilitar o entendimento da NBR 15.575, publicada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) em 19 de fevereiro.

O guia traz as principais definições sobre o tema desempenho (requisitos, critérios e vida útil) por meio de resumo, simplificação e adaptação da linguagem. É destinado a coordenadores de obras e de projetos, técnicos, engenheiros, arquitetos, empresários (construtores e incorporadores), estudantes e agentes da cadeia produtiva. Segundo a CBIC, “o Guia é uma contribuição fundamental para a disseminação e implementação da Norma de Desempenho ajudando, inclusive, a reduzir ou mesmo eliminar a insegurança ou passivos jurídicos no que diz respeito ao atendimento às normas técnicas”.

A publicação é gratuita e poderá ser encontrada nos sindicatos da indústria da construção nos estados e em outras entidades representativas do setor. O arquivo também estará disponível para download no site da CBIC e de organizações parceiras na cadeia produtiva.

Norma de Desempenho
As seis partes da normativa, que foram inicialmente publicadas em 2008, começaram a ser revisadas em janeiro de 2011 pelo Comitê Brasileiro da Construção Civil (CB-02). Os novos textos entrarão em vigor no mês de julho.

De forma geral, a grande mudança da NBR 15.575 é sua abrangência, já que deixa de abordar apenas os edifícios de até cinco pavimentos e passa a tratar de todos os novos edifícios residenciais. A normativa também traz o conceito de vida útil variável dos sistemas.

Entre as suas seis partes, as áreas de pisos e vedações verticais internas e externas foram as que sofreram maiores intervenções. A norma ainda possui partes para requisitos gerais, estrutura, coberturas e sistemas hidrossanitários.

Na NBR 15575-3, de pisos, a primeira mudança foi em relação à abrangência, que não se restringirá apenas aos pisos internos, mas também aos externos. A norma traz uma nova concepção do que é sistema de pisos e cada camada que o compõe, afetando os critérios de avaliação do dano e de segurança contra incêndio. A parte de desempenho acústico também foi revisada e um texto explicativo dos fatores que afetam o escorregamento foi adicionado à norma.

Já a NBR 15575-4, de vedações verticais internas e externas, os critérios relativos ao Estado Limite de Utilização ou de Serviço e os critérios relativos ao Estado Limite Último foram ressaltados. No caso das esquadrias externas, houve mudanças nas exigências ligadas à estanqueidade à água e nos requisitos de isolação a ruídos aéreos de fachadas, constando agora três situações a serem consideradas (locais pouco ruidosos, locais muito ruidosos e situação intermediária). Nas vedações verticais internas, a principal modificação foi no tema de isolação a ruídos aéreos,  no qual foi substituído o critério relativo a isolação entre hall e apartamento, pelo critério relativo à isolação entre apartamentos, passando pelo hall.

Serviço
Lançamento do Guia Orientativo da Norma de Desempenho de Edificações Habitacionais
Data: 10 de abril, às 10h30
Local: Royal Tulip Brasília Alvorada – SHTN, Trecho 01 Conj 1b  Bloco C. Lago Norte

Notas e Referencias

A publicação original pela equipe de redação da PNIWeb você encontra aqui.

Quer saber um pouco mais sobre a NBR 15.575, mais conhecida como a Norma de Desempenho? Então confira também estas publicações:

Boa leitura, e não esqueça de deixar o seu comentário!

Gostou do BIG?  Então curta a nossa página no Facebook, nos siga no Twitter e veja alguns videos interessantes no Youtube!

 

Comentários

comentário(s)

Sobre Carlos Galassi

Arquiteto formado pela FAU/UFBa, possui especialização (MBA) em Gerenciamento de Projetos na FGV. Tem ampla experiência na implantação, gerenciamento e manutenção predial de empreendimentos de grande porte da Construção Civil, já tendo desempenhado estas atividades fora do Brasil. Além de Desenvolvedor e Editor do BIG, atua como Voluntário no PMI Capítulo Bahia como Diretor de Comunicação e Marketing e é sócio da OCA Solutions, empresa de consultoria empresarial.

Confira também

Legislações sustentáveis

Em terceiro lugar no ranking mundial, o Brasil é uma das nações mais avançadas em quantidade …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *