BIG News
Home / Gerenciamento de Projetos / Certificação PMP – Vantagem competitiva ou diferencial obrigatório?

Certificação PMP – Vantagem competitiva ou diferencial obrigatório?

Durante o MBA em Gerenciamento de Projetos na FGV tivemos uma matéria que foi toda feita on-line, que tinha o objetivo de ser preparatória para o exame PMP.

Foi deixado bem claro logo no início que essa disciplina, seus trabalhos e discussões, via EAD, não seriam de forma alguma suficientes para se realizar o exame, mas alguns dos trabalhos desenvolvidos foram bem interessantes e acho que vale a pena compartilhar para os que estão inciando os estudos e se interessando pelo Gerenciamento de Projetos!

Introdução

O Programa de Certificação do PMP é reconhecido, mundialmente, como um padrão para mensurar o conhecimento, o entendimento e a aplicação das práticas de gerenciamento de projetos de um indivíduo.

A certificação é hoje, em diversas áreas, um fator importante de distinção entre profissionais e empresas. Muitas companhias estão incorporando a Certificação PMP® aos planos de carreiras para gerentes de projetos.

A Certificação PMP®, além de ajudar o profissional e a empresa a crescerem profissionalmente, anuncia a atuais e futuros clientes que a equipe de gerentes profissionais envolvidos com o projeto é especial.

Validade e necessidade da certificação

É certo que a iniciativa e trabalho desenvolvido pelo PMI na busca da padronização das áreas de conhecimento e dos processos de projetos, concentrados atualmente na quarta versão do PMBOK, garantem hoje, como relata Mauro Sotille, que os profissionais tenham uma linguagem comum e de abrangência mundial no que diz respeito ao gerenciamento de projetos.

Com a gradativa expansão da filosofia do PMI e significativa melhora nos índices que avaliam o sucesso dos projetos, ocorridos por conta da crescente utilização dos processos e ferramentas propostos não apenas pelo PMI, mas também por outras entidades que desenvolvem trabalhos semelhantes, empresas e profissionais perceberam a necessidade de expor de forma clara e reconhecida serem possuidores do conhecimento e melhores práticas desta filosofia, uma vez que a certificação é evidentemente mais representativa do que simplesmente declarar ser possuidor do conhecimento.

Certificação como ativo versus não certificação como passivo

Em alguns mercados e áreas de negócios, a certificação já está evoluindo do patamar de importante diferencial para pré-requisito e atém mesmo obrigatoriedade para alguns mercados e as empresas e profissionais que nelas atuam, onde a sua inexistência começa a caracterizar inexperiência e inaptidão para atuar e adquirir novos contratos e desafios, acarretando, no caso das empresas em perda de mercado, e para o profissional em diminuição da sua empregabilidade e chance de crescimento interno na organização em que atua.

Implicações posteriores à certificação para a carreira do profissional de projetos

Compreendendo os objetivos e necessidades da certificação, é importante ressaltar que os profissionais certificados fortalecem as estruturas das organizações, agregando valor às mesmas e tornando-se fortes aliados aos seus resultados.

Evidente que nos casos onde é conseguida a certificação a exposição do profissional cresce na organização e também junto, proporcionalmente, crescem a responsabilidade e cobranças por resultados e metas.

Conclusão

A certificação PMP caminha para ser item obrigatório para os profissionais que atuam com gerenciamento de projetos, sejam nas pequenas empresas ou nas multi-nacionais, que atuam tanto em pequenos nichos de mercado, com pouca concorrência, como nos mercados mais acirrados, onde não basta mais a empresas e profissionais apenas reclamar ser possuidor do conhecimento de ferramentas e processos de gestão, é preciso que este conhecimento e uso das melhores práticas seja de alguma forma certificado, ou corre-se o risco de se perder mercado, no caso das empresas, e ocupação, no caso de profissionais.

No entanto não basta ao profissional simplesmente adquirir a certificação; este precisa ter plena noção da responsabilidade e expectativas que acompanham a certificação e que este precisará demonstrar na prática ser possuidor.

Comente!

Então, o que acha, a certificação é realmente uma vantagem competitiva? Você pretende fazer o teste e garantir a sua?

Deixe a sua opinião!

Notas e Referências

Texto escrito por Carlos Galassi durante o MBA em Gerenciamento de Projetos pela FGV.

Recomendamos uma leitura nos artigos abaixo para quem quer saber um pouco mais sobre as certificações do PMI e para quem está iniciando na área de Gerenciamento de projetos:

 

Comentários

comentário(s)

Sobre Carlos Galassi

Arquiteto formado pela FAU/UFBa, possui especialização (MBA) em Gerenciamento de Projetos na FGV. Tem ampla experiência na implantação, gerenciamento e manutenção predial de empreendimentos de grande porte da Construção Civil, já tendo desempenhado estas atividades fora do Brasil. Além de Desenvolvedor e Editor do BIG, atua como Voluntário no PMI Capítulo Bahia como Diretor de Comunicação e Marketing e é sócio da OCA Solutions, empresa de consultoria empresarial.

Confira também

Delegar, seus riscos e benefícios

Como todo gerente de projetos ou líder de equipe sabe, delegar tarefas e atividades ajuda …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *