BIG News
Home / Economia / Construção Civil / CPPIB expande portfólio imobiliário no país
Canada Pension Plan Investment Board

CPPIB expande portfólio imobiliário no país

O fundo Canada Pension Plan Investment Board (CPPIB) anunciou uma expansão no seu portfólio imobiliário no Brasil, com investimentos de cerca de 1 bilhão de reais em propriedades de logística e varejo, levando seus compromissos totais no país a mais de 4,3 bilhões de reais.

“Nos últimos dez meses, aprofundamos o relacionamento com nossos principais parceiros para realizarmos aportes adicionais em ativos imobiliários de alta qualidade”, disse em nota o diretor-geral e líder de investimentos imobiliários do CPPIB nas Américas, Peter Ballon.

No âmbito dos aportes, o CPPIB anunciou uma joint venture com a Global Logistic Properties (GLP) para investimento em propriedades de logística que a GLP havia comprado da BR Properties. O CPPIB investiu 507 milhões de reais em fatia de 30 por cento na joint venture.

Além disso, o CPPIB investirá 231 milhões de reais em uma joint venture já existente formada com a GLP e com o Fundo Soberano de Cingapura, o GIC, sendo que os recursos serão utilizados na aquisição de um terreno de localização estratégica no Rio de Janeiro.

Com a Cyrela Commercial Properties (CCP), o fundo canadense se comprometeu com um investimento de 159 milhões de reais para compra de uma participação de 25 por cento em um novo projeto de desenvolvimento de propriedades de logística, que irá gerenciar mais de 250 mil metros quadrados de área locável nos arredores da capital paulista.

O CPPIB fez seu primeiro investimento imobiliário no Brasil em 2009, ano em que se tornou parceiro do CCP. Segundo Ballon, o fundo seguirá buscando oportunidades na região após ter aberto um escritório em São Paulo neste ano.

No varejo, o CPPIB informou ter adquirido por 100 milhões de reais uma participação de 33,3 por cento no Santana Parque Shopping, em São Paulo.

Em julho, a General Shopping Brasil havia anunciado acordo para venda de sua participação de 50 por cento no empreendimento à Acapurana Participações, subsidiária da Aliansce, pelo preço total de 144,55 milhões de reais.

Em comunicado à parte, a Aliansce divulgou à época que o CPPIB, membro do bloco de controle da companhia, e o GIC tinham firmado acordo para capitalizar a Acapurana e permitir a aquisição.

Notas e Referencias

Interessado em noticias e informações sobre Economia? Então confira aqui uma listagem completa das publicações do BIG!
 
Mas se o interesse em Projetos e Construção, este é o seu link!
 
Gostou do nosso conteúdo? Então curta a nossa página no Facebook!
 
Esta postagem tem como fonte a Reuters Brasil, onde você pode ler a publicação original por Marcela Ayres neste link.

 

Comentários

comentário(s)

Sobre Carlos Galassi

Arquiteto formado pela FAU/UFBa, possui especialização (MBA) em Gerenciamento de Projetos na FGV. Tem ampla experiência na implantação, gerenciamento e manutenção predial de empreendimentos de grande porte da Construção Civil, já tendo desempenhado estas atividades fora do Brasil. Além de Desenvolvedor e Editor do BIG, atua como Voluntário no PMI Capítulo Bahia como Diretor de Comunicação e Marketing e é sócio da OCA Solutions, empresa de consultoria empresarial.

Confira também

INCC-M cresce 0,20% em Outubro

Materiais e equipamentos puxam a alta do INCC-M (Índice Nacional de Custo da Construção – …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *