BIG News
Home / Gerenciamento de Projetos / Impacto das novas certificações do PMI

Impacto das novas certificações do PMI

Acompanhando as visitas às publicações feitas no BIG, percebi que muita gente procura informações sobre as certificações disponíveis  pelo PMI. Então aproveitando um ensaio feito na época do MBA em GP pela FGV, vejam aí informações básicas e introdutórias sobre algumas das certificações disponíveis junto com uma breve análise dos seus impactos !

Introdução

A noção de Gerente de Projeto e de gerenciamento de projetos e as diversas habilidades, atividades, processos, ferramentas e conceitos que orbitam em torno desta relativa nova função vem crescendo em diversos países e mercados assim como no Brasil. Entre as diversas entidades espalhadas pelo mundo que normatizam a função e certificam a experiência de um profissional na gestão de projetos, temos o PMI ou Project Managemente Institute, que desde a sua fundação nos Estados Unidos vem disseminando o que chama de melhores práticas desta área, e que é hoje o responsável por programas de certificações que são as mais conhecidas e cobiçadas pelo profissional brasileiro.

O PMP, ou Project Management Professional, foi criada em 1984 e consiste na certificação da qualidade profissional individual promovida por pelo PMI e reconhecida em todo o mundo, tanto no que diz respeito ao conhecimento quanto à experiência necessária ao bom desempenho da missão de gerenciar projetos, é até então a sua principal e mais cobiçada certificação.

Não apenas como forma de atender uma crescente demanda de mercado por profissionais cada vez mais especializados, mas também como forma de aumentar a disseminação dos fundamentos e de certa forma garantir a evolução do profissional da área de gerenciamento de projetos, o PMI vem criando ao longo dos anos novas certificações que ajudam a demonstrar não só este desenvolvimento mas que também comprovam o conhecimento em áreas específicas. São estas:

  • PMI Certified Associate in Project Management (PMI – CAPM): criada com o objetivo de viabilizar a certificação de membros de equipe e gerentes de projeto e até estudantes (2º Grau Completo) que estão iniciando nas carreiras de Gerenciamento de Projetos. Esta certificação tem como objetivo beneficiar profissionais de todas as áreas, pois demonstra o interesse do profissional no ganho de conhecimentos em processos e terminologias de gerenciamento de projeto;
  • PMI Scheduling Professional (PMI-SP): criada com o objetivo de validar a experiência e conhecimento inerente à programação e elaboração de cronogramas de projeto. Em decorrência dos projetos terem se mostrado maiores, mais complexos e mais diversos globalmente, o mercado sugere que risco e cronograma sejam tratados como aspectos chave de um projeto;
  • PMI – Risk Management Professional (PMI-RMP): comprova a capacitação em termos de habilidades e conhecimentos dos profissionais credenciados para atuarem em projetos críticos, através da identificação e mapeamento de riscos, definição de respostas (mitigando ameaças e capitalizando oportunidades) e comunicando os riscos;
  • PMI – Program Management Professional (PMI – PgMP): lançada em 2007 e é voltada para gerentes de programa tem como objetivo reconhecer as qualificações dos profissionais que atuam no gerenciamento coordenado de múltiplos projetos, tendo em vista garantir o sucesso de um programa, reconhecendo-os internacionalmente como profissionais com capacidade e experiência para tomar importantes decisões e traçar objetivos estratégicos, tendo em vista otimizar os resultados dos negócios.

Assim como a certificação PMP, todas precisam ser constantemente renovadas por meios de exames e eventuais comprovações de experiência.

Impactos positivos

 A certificação é o primeiro passo para comprovar que um profissional é detentor de conhecimentos e práticas específicas, e as certificações em diversos níveis de conhecimento servem também como comprovação do crescimento profissional do indivíduo, além de funcionar como um grande motivador para os novos profissionais.

A necessidade de renovação constante das certificações é também muito positiva, pois é uma forma de tentar garantir a constante atualização do profisisonal.

Podemos citar ainda alguns outros pontos que podem ser considerados positivos mas que ainda não são efetivamente comprovados, como:

  • aumento da empregabilidade;
  • melhor remuneração;
  • maior visibilidade do profissional;

Impactos negativos

Como dito, as certificações são o primeiro passo para comprovar o conhecimento e práticas específicas, mas não garantem que realmente o profissional o seja e que efetivamente desempenhará a sua função da forma esperada pela empresa e pelo mercado. Apenas a prática efetiva da rotina e os resultados obtidos poderão comprovar a experiência do profissional.

Temos ainda o outro lado, de profissionais que possuem a experiência prática e que por não ter a certificação não possuem o devido reconhecimento ou conseguem comprovar esta experiência.

No entanto, como as certificações são relativamente recentes e pouco divulgadas no Brasil, estas ainda não são efetivamente exigidas pelas empresas ou consideradas como essenciais, não sendo também muito procuradas pelos profissionais.

Futura demanda do mercado

O crescimento do Gerenciamento de Projetos é fato consolidado e o mercado busca cada vez mais profissionais que tenham conhecimento dos processos, metodologias e práticas da área.

O número de profissionais certificados é crescente assim como a busca por profissionais capacitados, que acontece em volume muito maior do que se consegue se formar um profissional. Podemos traduzir estas conclusões não só em muitas oportunidades mas também em indivíduos assumindo funções algumas vezes sem a devida experiência e muito menos sem qualquer tipo de certificação.

É também por estes motivos que muitas corporações enxergam atualmente a certificação como item indispensável para a contratação, o que tem desanimado muitos profissionais experientes a buscar a certificação.

Previsões para o Brasil

O Brasil possui hoje uma economia e mercados emergentes, com muitos desafios além dos mais amplos divulgados, a Copa e Olimpíadas. Nos últimos anos vem crescendo a demanda por profissionais especializados em todas as áreas e especialmente em gerenciamento de projetos, principalmente pelas empresas estrangeiras que aqui vem se instalando, seja individualmente ou por associações.

Apesar de ser pouca a maturidade não só de médias e pequenas empresas, mas também de alguns gigantes tupiniquins, percebe-se a disseminação cada vez maior dos conceitos e boas práticas do gerenciamento de projetos e da busca por profissionais que tenham e possam comprovar estes conhecimentos por meio das certificações.

Tanto para os novatos CAPM, como para os já conhecidos PMP e os experientes PGmP, o horizonte dos próximos anos é de muitas oportunidades.

Conclusão

As novas certificações são importantes para comprovar a experiência adquirida ao longo da vida profissional e como grande motivador para os novos profissionais, além de grande diferencial técnico entre profissionais.

Com o crescimento da maturidade nas empresas, as certificações serão cada vez mais cobradas e necessárias. Se hoje podemos separar os profissionais de gerenciamento de projeto com base apenas na certificação PMP, futuramente os profissionais do gerenciamento de projeto serão diferenciados pela evolução nas suas certificações, a exemplo da sequencia graduação – mestrado – doutorado.

Deve-se no entanto ressaltar que as certificações não garantem o desempenho do profissional e apenas a conquista destas garantem o sucesso profissional.

Referências bibliográficas

Na época em que elaborei este ensaio, foram pesquisadas informações disponíveis no Projectlab (FAQ), no site do PMI Chapter Minas Gerais (PMI-MG) e em artigos do Carlos Feritas e Ricardo Vargas na Revista MundoPM.

Notas e Referências

Texto escrito por Carlos Galassi durante o MBA em Gerenciamento de Projetos pela FGV.

Para quem quer saber um pouco mais sobre as certificações do PMI e também para quem está iniciando na área de Gerenciamento de Projetos, recomendamos a leitura dos artigos abaixo:

Gostou do BIG?  Então curta a nossa página no Facebook, nos siga no Twitter e veja alguns videos interessantes no Youtube!

 

Comentários

comentário(s)

Sobre Carlos Galassi

Arquiteto formado pela FAU/UFBa, possui especialização (MBA) em Gerenciamento de Projetos na FGV. Tem ampla experiência na implantação, gerenciamento e manutenção predial de empreendimentos de grande porte da Construção Civil, já tendo desempenhado estas atividades fora do Brasil. Além de Desenvolvedor e Editor do BIG, atua como Voluntário no PMI Capítulo Bahia como Diretor de Comunicação e Marketing e é sócio da OCA Solutions, empresa de consultoria empresarial.

Confira também

Delegar, seus riscos e benefícios

Como todo gerente de projetos ou líder de equipe sabe, delegar tarefas e atividades ajuda …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *