BIG News
Home / Projetos e Construção / Legislação e Normas / Normas de instalação predial de água fria e quente serão revisadas

Normas de instalação predial de água fria e quente serão revisadas

Comitê de estudos pretende unificar a NBR 5626 e a NBR 7198, além de adequar os textos às novas tecnologias e às práticas de uso racional da água.

A comissão de estudos para Sistemas Prediais Hidráulico-sanitário foi reativada para revisar as normas técnicas brasileiras de água fria e quente, NBR 5626/1989 e NBR 7198/1993, unificando os dois textos em um só. A ação também tem o objetivo de adequar os textos às novas tecnologias e às práticas de uso racional da água.

A decisão foi tomada após reunião entre o Sindicato da Indústria da Construção do Estado de São Paulo (SindusCon-SP), Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP), Conselho Brasileiro de Construção Sustentável (CBCS),  Associação Brasileira de Sistemas Prediais (Abrasip), Associação Brasileira pela Conformidade e Eficiência de Instalações (Abrinstal), Associação Brasileira dos Fabricantes de Materiais para Saneamento (Asfamas) e Associação Brasileira de Facilities (Abrafac) na semana passada.

Durante a reunião das entidades, o engenheiro Carlos Barbara foi eleito coordenador do comitê, enquanto o professor Sérgio Gnipper será o secretário. No próximo dia 27 de junho, o grupo terá sua primeira reunião, onde será decidida a agenda de trabalho para as próximas reuniões mensais.

Original na PINIweb você encontra aqui.
 

Comentários

comentário(s)

Sobre Carlos Galassi

Arquiteto formado pela FAU/UFBa, possui especialização (MBA) em Gerenciamento de Projetos na FGV. Tem ampla experiência na implantação, gerenciamento e manutenção predial de empreendimentos de grande porte da Construção Civil, já tendo desempenhado estas atividades fora do Brasil. Além de Desenvolvedor e Editor do BIG, atua como Voluntário no PMI Capítulo Bahia como Diretor de Comunicação e Marketing e é sócio da OCA Solutions, empresa de consultoria empresarial.

Confira também

Legislações sustentáveis

Em terceiro lugar no ranking mundial, o Brasil é uma das nações mais avançadas em quantidade …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *